Amsterdã ganha a primeira startup de prostituição, gerida pelas próprias mulheres | Internacional | EL PAÍS Brasil

Iniciativa da prefeitura permite que 40 trabalhadoras definam seus preços, num país onde elas já pagam impostos e têm seguridade social

Fonte: Amsterdã ganha a primeira startup de prostituição, gerida pelas próprias mulheres | Internacional | EL PAÍS Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s